Estoque Para Lojas De Conveniência

5 dicas de gestão de estoque para lojas de conveniência

Todos os gerentes sabem que gerenciar uma loja de conveniência não é uma tarefa simples. Isso porque, muito pelo contrário, carece de atenção e diversos cuidados. Controlar e registrar todas as vendas do estabelecimento, proporcionar aos clientes um atendimento de qualidade, gerir a equipe e monitorar o estoque são algumas das tarefas essenciais para o sucesso do negócio.

Dentre todas as responsabilidades citadas, a gestão de estoque é uma das mais trabalhosas e difíceis de serem alcançadas. Controlar a quantidade de itens armazenados na loja e garantir que esse número não fique alto ou que não faltem produtos nas prateleiras, é essencial para que as lojas de conveniência obtenham bons resultados.

Pensando na complexidade da gestão de estoque e no quão importante ela é, fizemos este post especialmente para você, gerente de lojas de conveniência. Então, confira a seguir e veja 5 dicas para gerir e controlar o estoque!

1. Faça um levantamento e registre todos os produtos

Antes de iniciar o gerenciamento do estoque, é preciso que os gerentes saibam exatamente quais são os produtos comercializados pela loja. Desta forma, deve-se realizar um levantamento e coletar todas as informações e detalhes dos produtos e posteriormente cadastrá-los para controle.

O cadastramento dos itens comercializados na loja de conveniência pode ser feito em uma planilha de Excel ou em um sistema de controle de estoque. Obviamente, a segunda opção é mais confiável e prática, porém, ambas as ferramentas podem ser utilizadas.

Feito o levantamento e conhecido todos os itens, é possível realizar a gestão de estoque propriamente dita e controlar a entrada e saída de produtos.

2. Tenha um checklist organizado

Não basta apenas levantar os itens comercializados, é fundamental que os gerentes possuam também um checklist organizado que permita que verifiquem a existência ou não de todos os produtos. Essa ferramenta ajuda os gestores a detectarem itens que estão em falta e agiliza os processos de compra.

3. Desenvolva processos internos

Além de cadastrar os produtos da loja e realizar periodicamente um checklist, é preciso que os gerentes desenvolvam processos internos a serem seguidos. Deve-se montar fluxogramas e descrever atividades como reposição dos itens da loja, verificação física do estoque, abertura de pedidos de compra/reposição, entre outros.

Todos os processos da loja de conveniência devem ser escritos, registrados e apresentados para todos os funcionários. Somente assim eles serão seguidos e apresentarão bons resultados.

4. Envolva toda a equipe

Não basta apenas desenvolver os processos e pronto. É preciso envolver todos os funcionários da loja de conveniência, mantê-los por dentro de todas as modificações e fazer com que todos se envolvam com os novos processos e os coloquem em prática.

5. Utilize a metodologia PEPS

A metodologia “Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair”, ou simplesmente PEPS, é uma das mais utilizadas e mais efetivas quando o assunto é gestão de estoque. Por meio dela os gerentes podem garantir que os primeiros itens a entrarem no estoque sejam os primeiros a irem para as prateleiras da loja.

Esse processo lógico de gestão de estoque evita as perdas e garante que os clientes sempre encontrem produtos novos nas prateleiras.

Aprendeu como realizar a gestão de estoque em lojas de conveniência? Caso tenha ficado alguma dúvida, não deixe de comentar. Teremos o maior prazer em ajudá-lo!

Fonte: Brasil Postos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *