Inventário Periódico Em Supermercados

Inventário Periódico em Supermercados

Entenda como o inventário periódico pode ajudar a reduzir os custos do seu supermercado

O inventário periódico é permitido pela legislação do imposto de renda, e é muito usado para reduzir os custos em supermercados. Ele consiste em desenvolver um controle de estoque pela averiguação da contagem física de seus bens, que pode ser feito no momento do fechamento do balanço patrimonial, e, geralmente, é realizado anualmente.

A seguir, saiba mais sobre o inventário periódico e como essa prática pode ajudar a reduzir custos em supermercados. Confira!

Etapas de um inventário periódico

Para a realização de um inventário periódico, há uma série de etapas que respeitam padrões técnicos, normas e procedimentos, observando diretrizes da instituição e as melhores práticas administrativas requeridas para esse serviço. Para isso são adotados os seguintes passos:

Comunicações internas

Elas ocorrem com o objetivo de informar aos funcionários a execução do inventário periódico, enfatizando sua importância e os cuidados que deverão ser adotados por todos para garantir a maior qualidade dos resultados para o supermercado.

Cronograma de execução

Depois de comunicados, os envolvidos no processo recebem um cronograma antes do início dos serviços.

Cut-off

Procedimento que vai garantir a precisão e a confiabilidade do inventário de seu supermercado. O Cut-off consiste no marco de interrupção temporária do fluxo de entrada e saída de mercadorias, enquanto é realizada a contagem.

É importante que, durante a contagem de determinado produto, não haja movimentação no estoque de modo a não interferir no processo. Recomenda-se, ainda, que dias antes de ocorrer o inventário, seja reduzido, paulatinamente, o recebimento de mercadorias.

O que envolve a realização de um inventário periódico?

Para a realização de um inventário periódico, é necessária uma equipe de técnicos auxiliares de inventário. Eles ficam encarregados do levantamento físico, enquanto supervisores fazem a conferência e a recontagem.

Dessa forma, são utilizados softwares próprios, handhelds e coletores de dados, balanças contadoras de alta precisão, etiquetas autocolantes com código de barras, computadores e notebooks, impressoras wireless, transceptores de média distância e câmera digital.

Como visto, são muitas áreas e processos envolvidos, o que requer muito planejamento. O setor de Tecnologia da Informação, por exemplo, deve estar preparado para o horário de corte, que consiste no momento em que cessam as movimentações do sistema e a posição de estoque do supermercado é congelada. Na sequência, é preciso uma análise minuciosa do cadastro das mercadorias para saber se estão em ordem.

É importante que os produtos estejam agrupados e dispostos de modo que facilitem a contagem nas prateleiras. O processo pode ser iniciado com vários dias de antecedência no depósito e pelo menos 24 horas no ponto de venda.

Vantagens de um inventário periódico para reduzir custos em supermercados

Um inventário periódico permite que seja feito um rastreamento no processo de abastecimento para saber em qual fase ocorreu falta ou perda de mercadoria. Assim, ele garante a diminuição de prejuízos, quebras e trocas, e o consequente aumento das vendas e do lucro, além do ganho em reduzir custos em supermercados.

O processo também permite que se descubra quando a transferência de produtos entre setores não foi informada ao sistema para baixa de estoque. Ele mostra o total de vendas de cada mercadoria, tornando possível um conjunto de medidas para elevar a eficiência operacional e ajudar a reduzir custos em supermercados.

Além disso, o inventário periódico fornece insights aos gestores de supermercados sobre itens que podem ser retirados de seu estoque. Essa redução no mix de produtos disponíveis na gôndola pode ajudar a organizar o estabelecimento, melhorar os sistemas de gestão de estoques e a manter a loja mais bem arrumada e abastecida, facilitando o tráfego de carrinhos e experiência de compra de seus clientes.

Erros que devem ser evitados em um inventário periódico

Engana-se quem pensa que o inventário periódico é somente a contagem de mercadorias e ignora toda a preparação prévia que os agentes envolvidos precisam ter para levar adiante o processo.

Outro ponto que deve ser ressaltado é que não se deve deixar a organização do supermercado ou do estoque para o dia do inventário, e muito menos permitir alguma movimentação de mercadoria no estabelecimento no dia em que está marcado para acontecer o processo.

Depois de todo o trabalho feito, é preciso validá-lo por amostragem em todas as áreas envolvidas ao longo da contagem para não precipitar um diagnóstico. O balanço final só pode ser validado após o resultado de cada setor ser considerado positivo – isso evita ajustes posteriores, que podem comprometer o resultado final dessa iniciativa.

Assim, o inventário periódico é uma ação altamente estratégica para otimizar a gestão de estoque, gerar melhorias operacionais e insights para aumentar sua lucratividade e reduzir custos em supermercados.

E você, costuma fazer inventário periódico para reduzir os custos em seu supermercado? Se tiver alguma dúvida sobre o processo, escreva pra gente pelos comentários e até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *